Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
18/05/17 às 18h53 - Atualizado em 29/10/18 às 15h52

Grilagem de terras é o maior problema ambiental do DF

Declaração é do secretário do Meio Ambiente, na terceira reunião do comitê criativo da Virada do Cerrado. André Lima também enfatizou que é preciso preservar os aquíferos para não faltar água

 

Ascom Sema

 

Brasília (18/05/2017) – A grilagem de terras é o maior problema ambiental do Distrito Federal. A afirmação é do secretário do Meio Ambiente, André Lima, na terceira reunião do comitê criativo da Virada do Cerrado, realizada nesta quinta-feira (18) no Centro de Convenções Ulysses Guimarães.

 

Para Lima, a grilagem de terras é responsável pelo desmatamento do cerrado (mais de 60% da área original) e aumento de incêncios florestais (criminosos ou acidentais). Causa também o assoreamento e contaminação de lagos e rios, aumento da impermeabilização do solo (dando origem a enxurradas e enchentes) e ocupação de áreas de risco.

 

O secretário também enfatizou ser necessário proteger as áreas de nascentes, mas principalmente os aquíferos (áreas de recarga de água) para não faltar água no futuro. “Vinte e cinco por cento do território do Distrito Federal possuem um alto nível de risco de perda de áreas de recarga”, alertou. Os dados são de um mapa elaborado pela equipe técnica do Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal (ZEE-DF).

 

O ambientalista apontou as ações que a Secretaria do Meio Ambiente (Sema) está realizando para solucionar estes problemas: a elaboração do ZEE e sistema de informações ambientais com revisão do Plano Diretor de Ordenamento Territorial (PDOT) e fortalecimento do licenciamento ambiental são algumas das principais medidas em curso. A implementação do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e o Programa de Regularização Ambiental (PRA) com estímulos à recuperação de nascentes e matas ciliares, voltada para produtores e proprietários rurais. Além disso, informou que a secretaria está estruturando a implantação e consolidação dos parques e unidades de conservação.

 

Comitês

O comitê criativo da Virada do Cerrado é um espaço de criação, organização e produção do programa por todos os seus integrantes. Em 2016, foram criados comitês criativos locais, onde cada região administrativa do DF mobilizou seus parceiros no planejamento e participação nas atividades da Virada.

 

Em 2017, os comitês criativos locais estão mantidos e já estão se reunindo. Vários órgãos de governo local e federal, além de instituições da sociedade civil foram representados na reunião de hoje. Sessenta pessoas estiveram presentes.

Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

ZEE-DF