Governo do Distrito Federal
Governo do Distrito Federal
9/03/16 às 18h18 - Atualizado em 29/10/18 às 15h55

Estudo técnico do ZEE-DF é apresentado ao CRH

Conselheiros conheceram análises sobre a disponibilidade hídrica do DF

 

Vanessa Cortines, da equipe ZEE-DF

 

Brasília (09/03/2016) – A Coordenação Técnica do Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal (ZEE-DF) apresentou hoje, durante reunião extraordinária do Conselho de Recursos Hídricos do Distrito Federal (CRH-DF), na Secretaria de Meio Ambiente (Sema), um diagnóstico da água disponível no DF. Na ocasião, os conselheiros puderam conhecer análises e indicadores que tratam da quantidade e da qualidade dos recursos hídricos superficiais do território distrital, bem como mapas que traduzem a situação hídrica da região.

 

Maria Sílvia Rossi, Coordenadora Técnica do ZEE-DF, falou sobre o contexto dos trabalhos do Zoneamento no que se refere à água, destacando a importância de tais estudos técnicos como insumos para instrumentos e processos de planejamento e gestão do território. “São dados que nos ajudam a entender a capacidade de suporte e podem orientar de forma mais efetiva as ações e políticas públicas, principalmente aquelas relativas à outorga, ao licenciamento e ao monitoramento”, pontuou.

 

Nas análises de disponibilidade hídrica, foram considerados indicadores de quantidade e de qualidade da água. Todos estabelecidos em marcos legais vigentes. Entre eles, as classes de enquadramento dos corpos d’água, a demanda biológica de oxigênio (DBO), os dois tipos de poluição (pontual e difusa) e a carga de fósforo nas águas superficiais. Este último, considerado um dos principais geradores de impacto ambiental causados pelo adensamento populacional e por atividades agropecuárias.

 

“É preciso enxergar o território e entender o que pode ser feito com os recursos hídricos disponíveis. É fundamental trabalhar de uma forma mais integrada, pensando o planejamento territorial a partir das demandas de abastecimento e saneamento básico”, ressaltou Raquel de Carvalho Brostel, Assessora de Meio Ambiente e Recursos Hídricos da Presidência da Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal (Caesb).

 

Além das equipes da Sema e da Caesb, o estudo técnico de disponibilidade hídrica no DF – que em breve será disponibilizado no portal do ZEE-DF – contou com a participação de técnicos da Adasa, Seagri, Segeth, Codeplan e Embrapa.

Zoneamento Ecológico-Econômico do Distrito Federal - Governo do Distrito Federal

ZEE-DF